ReliPress | RELIGIOUS LIFE PRESS
Abril 2017

O desafio de ser um animador vocacional

O caminho feito por um(a) vocacionado(a) nos desafi a como animadores(as) vocacionais a encontrar sempre melhores formas de acompanhá-lo(a). Podemos dizer que acompanhar jovens vocacionados(as) é um verdadeiro caminho para a santidade, é uma responsabilidade que nos compromete, nos envolve e nos desafi a a viver em grande missão. Esta dimensão do acompanhamento como missão nos pede esforço e sensibilidade pessoal para entender a presença constante de Deus em toda a caminhada percorrida entre o animador e o vocacionado. Segundo José Lisboa, “de modo geral tudo é divina vocação no mundo. Vocação à vida. Vocação à fé. Vocação
à santidade. Cada ser e cada estado digno do ser corresponde a uma divina vocação”.
A refl exão a seguir deseja justamente aprofundar e ampliar nossa refl exão acerca do perfil de quem acompanha jovens vocacionados(as). É importante compreender que, antes de qualquer conteúdo, é fundamental que na missão sejamos profundamente humanos, dinâmicos e criativos no acompanhamento de jovens vocacionados(as).

O desafio de ser um animador vocacional

 

deixar um comentário

* campo obrigatório

Convergência

Revista da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

continue
boletim informativo

Assine a newsletter

Siga-nos no..