ReliPress | RELIGIOUS LIFE PRESS
Agosto 2017

Interculturalidade da Vida Religiosa em tempos de globalização

A nova geografia da Vida Religiosa Consagrada manifesta que está passando por um processo irreversível de internacionalização e da interculturalidade, precisando fomentar mais o diálogo intercultural com base na compreensão mútua através do património étnico, cultural, religioso e linguístico

As ordens e congregações religiosas nasceram em contextos e vivências de identidades culturais locais, contudo muitos dos fundadores tiveram uma visão universal, dando origem à movimentação e deslocamento geográfico, criando um processo dinâmico da nacionalidade para a internacionalidade e interculturalidade.
Hoje, muitas comunidades religiosas são formadas por indivíduos vindos de várias culturas e países, por pessoas idosas e jovens, instituindo comunidades interculturais e internacionais. Viver a experiência intercultural exige maturidade e capacidade de entrega, valorizando os ganhos e relativizando as perdas culturais, acolhendo de maneira positiva os desafios proporcionais. A partir daí entendemos o conceito de cultura como um conjunto complexo de eventos, que inclui conhecimentos, crenças, arte, educação, religião, tradições, costumes, isto é, a coesão de ideias, comportamentos, simbolos e praticas sociais.

Interculturalidade da Vida Religiosa em tempos de globalização

Compartir
email whatsapp facebook twitter google plus

Convergência

Revista da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

continúa
boletín informativo

Suscríbirse al boletín informativo

Síguenos en..