ReliPress | RELIGIOUS LIFE PRESS
Agosto 2017

Interculturalidade da Vida Religiosa em tempos de globalização

A nova geografia da Vida Religiosa Consagrada manifesta que está passando por um processo irreversível de internacionalização e da interculturalidade, precisando fomentar mais o diálogo intercultural com base na compreensão mútua através do património étnico, cultural, religioso e linguístico

As ordens e congregações religiosas nasceram em contextos e vivências de identidades culturais locais, contudo muitos dos fundadores tiveram uma visão universal, dando origem à movimentação e deslocamento geográfico, criando um processo dinâmico da nacionalidade para a internacionalidade e interculturalidade.
Hoje, muitas comunidades religiosas são formadas por indivíduos vindos de várias culturas e países, por pessoas idosas e jovens, instituindo comunidades interculturais e internacionais. Viver a experiência intercultural exige maturidade e capacidade de entrega, valorizando os ganhos e relativizando as perdas culturais, acolhendo de maneira positiva os desafios proporcionais. A partir daí entendemos o conceito de cultura como um conjunto complexo de eventos, que inclui conhecimentos, crenças, arte, educação, religião, tradições, costumes, isto é, a coesão de ideias, comportamentos, simbolos e praticas sociais.

Interculturalidade da Vida Religiosa em tempos de globalização

deja un comentario

* campo obligatorio

Convergência

Revista da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB)

continúa
boletín informativo

Suscríbirse al boletín informativo

Síguenos en..